Home Cultura Ativa Pipa sem cerol é a melhor diversão
Pipa sem cerol é a melhor diversão

Pipa sem cerol é a melhor diversão

0
0

 

Mês de janeiro, verão, período de férias escolares e o sol intenso, muitas pipas têm decorado o céu de Brasília. Mas essa onda apresenta seus perigos se o objetivo não for somente a diversão sem cerol, mas o desafio e a competição de cortar as pipas uns dos outros. A linha para esse tipo de atividade tem sido o famoso ‘cerol’ (mistura cortante feita com cola, vidro e restos de materiais condutores) ou a linha chilena, que funcionam como verdadeiras navalhas e apresentam riscos até de morte para quem passa próximo a elas. Os motociclistas, ciclistas e mesmo os pedestres estão expostos aos riscos de cortes e ferimentos graves. Outro risco é para quem está empinando a pipa, que pode apresentar cortes nas mãos, ou mesmo ter membros amputados por conta da consequência do uso das linhas cortantes. E por conta de estar com a visão para o alto, existe o risco de acidentes ou atropelamentos.

No Taguapark muito tem sido os frequentadores atrás da “diversão” com as pipas. “O legal é ver quem corta mais pipas. Essa é nossa diversão”, disse um dos adolescentes que não quis se identificar, e frequenta a Taguapark já algum tempo para empinar pipas. Ele conhece os perigos, mas não está muito preocupado.

É bom que os pais ou responsáveis estejam atentos aos perigos e orientem os filhos, pois além dos riscos citados acima, há também o risco de choque elétrico, principalmente, nessa região. A Companhia Energética de Brasília (CEB) alerta que a pipa em contato com a fiação elétrica pode trazer além dos prejuízos materiais e financeiros, pode provocar curto-circuito, desligamentos de redes de distribuição e acidentes com choques, caso ela enrosque na fiação. Em casos mais graves podem levar à morte quem está brincando com o objeto. Outra questão é com relação ao cerol, um dos principais causadores dos desligamentos e, normalmente, provocam curto-circuito e até rompimentos dos cabos, o que poderá causar um grave choque elétrico levando a pessoa à morte.

As dicas de cuidados ao empinar pipas têm sido deixadas de lado. Segundo o Corpo de Bombeiros, ao soltar pipas, o jovem deve preferir locais abertos, longe das ruas e avenidas, das redes de energia e nunca usar fios metálicos ou cerol. Os motociclistas são os mais atingidos com as linhas cortantes, visto que é quase imperceptível, podendo provocar lesões graves ou ser fatal.

O que o brasiliense não sabe que é proibido soltar pipa com cerol no Distrito Federal, segundo a Lei 3.373/2004, de autoria de deputado Chico Floresta, a lei proíbe a utilização de pipas e similares equipadas com instrumentos cortantes, com exceção dos eventos que incluam exposição ou competição, segundo art. 2º. Os participantes dos eventos referidos no caput deverão cadastrar-se, previamente, informando seus dados pessoais e a descrição do objeto. E no caso de menor de idade, no cadastro constarão os dados do responsável legal e sua assinatura.

Segundo a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, é proibida a utilização de linhas cortantes com cerol ou semelhantes, ainda que seja para empinar pipas. Há uma proposta que altera o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) para tipificar como crime a fabricação, importação e comercialização do cerol e da chamada linha chilena, além de também ser considerado como crime, o porte dessas linhas em vias e locais públicos, expondo todos ao redor ao perigo.

O texto aprovado foi organizado pelo relator da proposta, deputado Danilo Forte (PMDB-CE), que uniu o Projeto de Lei 402/11, da deputada Nilda Gondim (PMDB-PB), ao Projeto de Lei 2446/11, do deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), e ao relatório que já havia sido feito pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado.

Se utilizar cerol ou semelhantes para cortar pipas pode causar graves lesões e perigo a vida de quem empina e de quem está ao redor, certamente, poderá ser enquadrado no art. 132, do Código Penal, que diz assim: Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente: Pena – detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.

Soltar pipa é uma ótima diversão, mas com cautela e responsabilidade. Como muitos ainda se recusam a respeitar uns aos outros e às leis que já existem, o jeito é procurar lugares longe de muitas outras pipas. Se você vai levar crianças, em especial, as pequenas, para empinar pipas, procure lugares longe da movimentação, campos abertos e sem fios de energia. Boas férias e boa diversão!

Dicas importantes:

  • Soltar pipa apenas em lugares afastados da rede elétrica;
  • Nunca use fios metálicos e não passe cerol na linha da pipa;
  • Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente soltá-la de jeito nenhum;
  • Oriente seus filhos e garanta uma brincadeira segura.

______________________________________________________________

Roda Gigante da Galinha Pintadinha é atração gratuita no Taguatinga Shopping

 

FOTOS: TELMO XIMENES

Sucesso em todo Brasil, a Galinha Pintadinha traz uma hiper surpresa ao Taguatinga Shopping: pela primeira vez, um centro de compras em Brasília recebe a Roda Gigante da Galinha Pintadinha.  A atração é gratuita, e traz aos fãs mirins a personagem mais famosa do país. Ela desembarca com sua turma em uma área exclusiva de recreação para atividades programadas do dia 14 de janeiro a 05 de março de 2017, na Praça Central 1º Piso.

Tema para a maior roda gigante indoor do Brasil, a Galinha Pintadinha promove momentos de diversão e gargalhadas para a criançada em espaço personalizado com imagens de toda a turma, além de brincadeiras interativas. Atração principal do parque, a Roda Gigante da Galinha Pintadinhapossui mais de 12 metros de altura. O colorido e imenso brinquedo vai encantar os pequenos.

Para os pequenos artistas, o Espaço Pintadinho oferece giz de cera e muito mais, para soltar a imaginação. Os mais agitados podem se divertir nos ovinhos giratórios, na piscina de bolinhas baby e na casa da Galinha Pintadinha. As atividades têm duração de 30 minutos e são indicadas para crianças de 1 a 12 anos, acompanhadas dos pais ou responsáveis maiores de 18 anos.

Fotos com os fãs mirins

Aos sábados e domingos, a famosa Galinha também vai estar presente no cenário, atendendo e fotografando com os fãs. Os encontros serão sempre das 14h às 20h. A primeira aparição será no dia 21 de janeiro. A Galinha Pintadinha voltará ao shopping em 22, 28 e 29 de janeiro, e nos dias 4, 5, 11 e 12 de fevereiro.

Para participar do parque, o público deverá fazer o cadastro e retirar a senha no Balcão de Informações localizado no 3º piso. Os responsáveis deverão apresentar documento oficial de identidade com foto, CPF e os dados da criança. Após o cadastramento, os clientes poderão escolher um horário disponível no mesmo dia para acesso à área exclusiva.

______________________________________________________________

Thaiza Murray culturaativadf@yahoo.com.br

 

 

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

COLUNAS EM DESTAQUE

Powered by moviekillers.com