spot_img
spot_img
sábado, 24 fevereiro, 2024
More
    InícioDestaquesDia do Extensionista Rural: conheça mais sobre a profissão que promove o...

    Dia do Extensionista Rural: conheça mais sobre a profissão que promove o desenvolvimento no campo

    -

    O Dia do Extensionista e da Extensão Rural é comemorado no dia 6/12. O Brasil conta com mais de 20 mil profissionais de extensão rural no total, sendo 13.690 de campo e 6.328 administrativos, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Assistência Técnica e Extensão Rural, Pesquisa Agropecuária e Regularização Fundiária (Asbraer). Na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) são cerca de 300 profissionais que atendem a mais de 18 mil produtores da capital.

    Mas você sabe o que é extensão rural e o que faz um profissional dessa área? Caracterizada como um serviço de educação não formal, de caráter continuado realizada no espaço geográfico rural, a extensão rural busca dinamizar as economias locais de forma a contribuir para o desenvolvimento rural da região, por meio do aumento da produção, da renda e do acesso dos agricultores à cidadania.

    Extensionista rural é o profissional que atua como esse agente de desenvolvimento rural, sendo portanto geralmente ligado às ciências agrárias, como agrônomos, veterinários, zootecnistas, engenheiros florestais, mas pode também ser de várias outras formações como nutricionistas, assistentes sociais, turismólogos, economistas domésticos e outras formações que possam contribuir para a dinâmica produtiva e social da área rural.

    Para Geraldo Magela Gontijo, extensionista rural na Emater-DF há 44 anos, mais do que uma profissão ligada à area rural, “ser extensionista é participar efetivamente da transformação na vida das pessoas e ver o sorriso brotar no rosto das pessoas”. Gerente do escritório local da Emater no Núcleo rural Pipiripau, Magela está entre os extensionistas rurais mais antigos da empresa e continua um grande entusiasta do trabalho de extensão rural, principalmente por ver no dia a dia os resultados desse trabalho.

    Ele também destaca o que aprendeu com a profissão. “Como extensionista rural eu aprendi a ouvir mais do que falar e a valorizar o conhecimento das pessoas, por mais humilde que elas sejam”, disse Magela. A extensionista rural Clarissa Campos, que faz parte da turma dos profissionais mais recentes da Emater-DF também destaca que ser extensionisita rural é aprender com o agricultor.

    “Ser extensionista rural é aprender muito, às vezes mais até do que ensinar”, afirma a agrônoma e gerente do escritório da Emater-DF em Sobradinho. “É ser um agente de transformação, é estar ao lado do produtor em tudo o que ele precisa, levar políticas públicas, apoiá-lo em suas necessidades, chorar junto e comemorar junto, é levar tecnologia e melhorar a situação dele no campo, aumentando a renda e a qualidade de vida”, afirma.

    Também entre os extensionistas rurais mais recentes da empresa, Kleiton Rodrigues, gerente do escritório local da Emater-DF no Gama, afirma que aprendeu muito com a profissão. “Aprendi a passar o conhecimento de uma forma diferente, fazendo a diferença na vida do agricultor”, explica.

    Para Kleiton, a missão do extensionista é levar o desenvolvimento para o meio rural. “A gente trabalha com três frentes principais que são as ações de desenvolvimento agropecuário, ambiental e sanitário”, explica. Para ele, é por meio dessas ações que o extensionista leva crescimento econômico, social e ambiental para a comunidade atendida e para a sociedade como um todo.

    Emater-DF abre portas para novos extensionistas rurais 

    A Emater-DF está com um edital de concurso público em andamento para contratação de extensionistas rurais de níveis médio e superior. As incrições se encerraram no último domingo (3) e as provas estão agendadas para os dias dias 21 e 28 de janeiro. O concurso público está sendo conduzido pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES).

    Os novos profissionais vão apoiar o trabalho da empresa que, por ano, realiza entre 150 a 180 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas. Aos futuros colegas de profissão, Kleiton Rodrigues aconselha que venham dispostos a arregaçar as mangas. “Os novos extensionistas vão desempenhar um papel fundamental para promover o desenvolvimento rural no Distrito Federal e no Entorno, continuando esse bom trabalho já desenvolvido ao longo dos anos”, disse o jovem.

    “Aos novos extensionistas que vão chegar, eu aconselho a ter bastante humildade para aprender algo novo a cada dia e inovar sempre, pois a busca por inovação é o que vai fazer as coisas acontecerem e o que vai fazer com que a melhoria chegue na vida das pessoas”, disse Magela aos futuros colegas.

     

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    -Publicidade -spot_img

    Últimas notícias