Início Cultura Ativa A dança contemporânea vai ocupar o Distrito Federal
A dança contemporânea vai ocupar o Distrito Federal

A dança contemporânea vai ocupar o Distrito Federal

13
0

A mostra CultDance 2018 traz espetáculos, oficinas, debates e vídeos, com artistas da América Latina e Europa. As atividades ocorrem em diversas cidades do DF

Até 13 de julho, a CultDance 2018 — Mostra de Dança e Videodança ocupa o DF com espetáculos, oficinas, encontro de Criadores e apresentações de videodança — que incluem a participação de artistas do Brasil, da Argentina e da Europa. O evento conta com uma programação variada, que envolve também palestras, workshops, mesa de debate sobre o Mercado da Dança com especialistas da área e vivência de artistas em rodas de conversas — atividades que ocorrem em diversos espaços do DF.

A mostra é patrocinada pelo Fundo de apoio à Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura do DF (FAC/DF). As apresentações acontecem no Centro de Dança do Distrito Federal e são divididas em três categorias: as mostras Solos na Sala e Duos na Sala; e a Dança pra Tela, com exibição de videodança de diversas nacionalidades.

Residência e Encontro de Criadores

Na Casa de Arte e Cultura Esquina Criativa, na Candangolândia, ocorrem as reuniões da Residência Artística e as Conexões Artísticas (Encontro de Criadores). O local é dirigido pela produtora da CultDance 2018, Cleani Marques Calazans.

Na Residência, um grupo de criadores estará imerso na criação de obras em videodança, a serem gravadas nas ruas do DF; enquanto o encontro de criadores pretende oferecer aos dançarinos a oportunidade de compartilhar pesquisas sobre o processo criativo e refletir sobre os desafios e a pluralidade do estado da arte no Brasil e no mundo.

Oficinas

Além disso, o CultDance 2018 realiza oficinas em Ceilândia, Samambaia, Candangolândia e Guará, com o intuito de aproximar a população da dança contemporânea. No Guará, Candangolândia e Samambaia a participação será aberta ao publico em geral; já na Ceilândia as atividades serão dirigidas para pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais e Deficientes de Taguatinga e Ceilândia (Apaed).

Confira a programação dos próximos dias das oficinas:

Guará — Oficina aberta ao público em geral na Casa de Cultura do Guará (QE 25, ao lado do Ginásio do CAVE e próximo à Administração do Guará e à Feira do Guará). Dia 10 de julho, das 14h às 16h.

Samambaia — Oficina aberta ao público no Espaço Imaginário Cultural (QS 103, Conj. 5, lote 5, Samambaia Sul). Dia 12 de julho, das 14h às 16h.

História

Criado em 2005 — pela diretora, coreógrafa, escritora e criadora de videodança Laura Virgínia — a CultDance pretende mobilizar iniciativas como a troca de informações e experiências entre os artistas e a formação de plateias, com exibição de espetáculos ao vivo e em vídeo, além de promover ações e debates sobre a arte no mundo contemporâneo.

O evento contou, inicialmente, com duas programações: uma dedicada aos espetáculos solos e outra para os duos. A partir de 2011, o projeto abraçou um terceiro formato: o Dança pra Tela, com o objetivo de também permitir que os participantes trocassem experiências e pesquisas sobre processos criativos. Em 2014, Luísa Lemos se une ao projeto atuando na coordenação e a curadoria da Mostra CultDance.

“A mostra existe há 11 edições, mas para nossa surpresa, percebemos que além da vontade de se apresentar — que é uma parte do processo — os artistas estão motivados a trocar suas vivências e experiências, além de sentirem que são parte de uma cena de dança em Brasília. Por isso, em 2011, nasce o Dança pra Tela, como mostra, residência artística, criação, palestras e curso de extensão em videodança”, explica Laura Virgínia.

CultDance 2018 – Mostra de dança e videodança

Dias: Até 13 de julho de 2018

Horário: 20h

Local: Centro de Dança de Brasília (SAN Quadra 1, Via N2 – Brasília-DF)

Telefone: (61) 3322-5593 | 3325-5207

Classificação: 18 anos

Entrada gratuita

Mais informações: (61) 99154-8644 (produção) / mostracultdance.com.br/

(13)

Brazil Conference Harvard

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COLUNAS EM DESTAQUE