Início MODA ARMÁRIO CÁPSULA – COMO CRIAR O SEU?
ARMÁRIO CÁPSULA – COMO CRIAR O SEU?

ARMÁRIO CÁPSULA – COMO CRIAR O SEU?

5
0

A tendência estimula o consumo consciente e sustentável das peças

Você já parou para analisar quanto do seu guarda-roupa você realmente utiliza? Segundo pesquisa realizada em 2018 pelo E-commerce ThredUp, as mulheres utilizam em média entre 20 e 30% dos itens do seu closet. Por esse motivo, muitas vezes temos a sensação de olhar o guarda roupa cheio e mesmo assim não ter o que vestir. Muitas peças podem não ter bom caimento, não servir mais ou simplesmente não combinarem com o restante dos itens. Como uma solução para esse problema e que ainda incentiva o consumo sustentável, vem à tona a tendência do armário cápsula.

Esse conceito foi criado nos anos 1970, pela estilista Susie Faux, que teve a ideia de criar um armário composto por poucos itens que fossem essenciais, atemporais e que combinassem entre si. Para te ajudar a identificar quais são os itens que compõem essa seleção de peças inteligentes, os especialistas da TROC, maior brechó online do Brasil, separaram algumas dicas importantes:

#1 PARA COMEÇAR ANALISE O QUE VOCÊ MAIS USA NO SEU DIA A DIA

Para começar a direcionar o estilo e itens que estarão no novo guarda-roupa, é muito importante analisar o que você mais usa no seu dia a dia. Considerando as diferentes ocasiões e tarefas que realiza na rotina, incluindo os finais de semana.

Responder algumas perguntas, pode ajudar nesse processo. São elas:

  • Quais peças de baixo eu mais uso? E as peças de cima?
  • Quantas combinações eu consigo fazer com essas peças?
  • Elas funcionam para ambientes formais e informais?
  • Quais cores eu mais utilizei durantes a última semana?
#2 NÃO EXISTE UMA REGRA PARA O NÚMERO DE PEÇAS QUE VOCÊ IRÁ SE DETERMINAR A TER

Fora do Brasil é comum os armários cápsulas serem divididos por estações (com 30 peças para cada uma delas), mas como no Brasil o clima no geral é mais ameno, a maioria das peças podem ser usadas em composições durante todo o ano. O ideal é pensar em um número enxuto, mas confortável, com peças de roupa que combinem entre si.

#3 MAIS PARTES DE CIMA, MENOS PARTES DE BAIXO

Por estar mais próxima do rosto, as parte de cima costumam chamar mais atenção na composição dos looks. Por isso, o ideal é ter pelo menos três itens de cima para cada peça de baixo.

#4 INVISTA NA QUALIDADE

Com menos peças, consequentemente elas serão usadas mais vezes. Diante disso, faz sentido investir em peças com tecidos e modelagens que apresentam maior durabilidade. Além disso, esse consumo consciente estimula analisar se o preço de determinado item faz sentido em relação à quantidade de vezes que este será utilizado.

#5 FAÇA DINHEIRO COM AS ROUPAS PARADAS

Após analisar e começar a adaptar o closet para a tendência do armário cápsula, é comum perceber que muitas peças vão precisar de outro destino. Uma maneira de ganhar uma renda extra, é enviar as peças que estão em perfeito estado para a TROC. Para quem quer vender, e mora em Curitiba ou São Paulo, a TROC retira as peças no local indicado sem nenhum custo. Já para as outras regiões do país, é possível enviar por correio também gratuitamente. As peças passam pela curadoria e, se aprovadas, são incluídas na plataforma. “Um dos critérios para avaliação é analisar se você daria de presente para sua melhor amiga. Porque se tem algum defeito, um fio puxado, bolinha ou zíper emperrado, você não aceitaria como um presente para alguém especial”, explica Luanna Toniolo, fundadora da TROC, sobre o processo de seleção dos produtos.

Caso os itens não sejam aceitos, é possível solicitar a devolução das peças ou autorizar a doação.

Fonte: Divulgação

 

 

(5)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *