Início Destaques Cinco alimentos que ajudam na TPM
Cinco alimentos que ajudam na TPM

Cinco alimentos que ajudam na TPM

0
0
Talyta Machado – Nutricionista CRN/1 15591
Instagram/Facebook: @talytamac
Consultas: 61 99449-5532

Cólica, enxaqueca, ansiedade, tristeza e sensibilidade, irritação. Todo mês você sofre com isto? As oscilações hormonais presentes no período pré-menstrual são responsáveis pelo aparecimento destes sintomas, porém, como explicar mulheres que sentem de uma maneira mais forte e outras que nem sentem? Claro que existem vários motivos, como a genética e própria potência da oscilação destes hormônios, mas uma coisa é certa: a alimentação e estilo de vida influenciam muito também. No período pré e durante a menstruação, por conta dos hormônios, nosso corpo fica mais inflamado. Esta inflamação pode piorar alguns sintomas que já temos maior susceptibilidade. Além do exercício físico, que auxilia na diminuição da intensidade, uma alimentação menos inflamatória e rica em alimentos anti-inflamatórios pode te ajudar. Calma, vou te explicar como funciona.

Uma alimentação com potencial inflamatório é aquela rica em industrializados, gordura, sal e açúcar. Já em contrapartida, uma alimentação anti-inflamatória é rica em grãos integrais, vegetais (frutas, verduras e legumes), além de ervas e chás. Não, você não precisa se privar do doce, eu sei que você sente vontade. O ideal é ter equilíbrio – não comer apenas doce. Inclusive, comendo melhor, você pode diminuir a vontade de doce.

A seguir, trouxe cinco alimentos chave que considero muito na prescrição de minhas pacientes e que auxiliam na diminuição dos sintomas. Lembrando que não é apenas comendo estes alimentos que o efeito será positivo. O ideal é inseri-los em uma alimentação já equilibrada e saudável.

– Cacau em pó – o cacau em pó 100% é um ótimo ingrediente para ter em casa e utilizar em receitas, shakes e vitaminas. No caso do chocolate, para obter os benefícios do cacau, é ideal que o chocolate tenha uma concentração de pelo menos 70%.

– Semente de abóbora – pode ser adicionada em saladas, na refeição principal ou lanches salgados, é versátil.

– Frutas vermelhas – ricas fontes de antioxidantes e anti-inflamatórios.

– Kiwi – seus nutrientes auxiliam na produção de hormônios que acalmam e melhoram o sono.

– Acerola, caju ou laranja – a famosa vitamina C muitas vezes é negligenciada. As vezes passamos alguns dias sem comer alimentos fonte e nem sentimos falta. Ela é essencial para vários processos e o consumo destas frutas específicas (que são ricas em vitamina C) é uma ótima escolha.

Estas recomendações não substituem uma consulta nutricional. Consulte um nutricionista.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *