Início DF Comércio do DF espera crescimento de 8,69% nas vendas para o Dia dos Pais
Comércio do DF espera crescimento de 8,69% nas vendas para o Dia dos Pais

Comércio do DF espera crescimento de 8,69% nas vendas para o Dia dos Pais

11
0

Os comerciantes brasilienses estão otimistas em relação as vendas para o Dia dos Pais. É o que mostra pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio. Entre os empresários entrevistados, a maioria (50%) declarou expectativa positiva e espera que as vendas sejam maiores do que em 2018. A maioria dos lojistas entrevistados, 83%, também declarou que manterá o mesmo preço dos produtos em relação a 2018, não aplicando aumentos neste ano. O levantamento foi feito com 400 empresas de 14 segmentos distintos.

Em 2018, a expectativa de crescimento nas vendas do Dia dos Pais era de 6,76%. Esse ano, os empreendedores esperam um crescimento nas vendas de 8,69% mostra o estudo.  O setor de vestuários/acessórios lidera o ranking entre os lojistas como o segmento mais otimista para o período, registrando expectativa de crescimento de 27,5% nas vendas. Os lojistas estão investindo em promoções, propaganda, formas diferenciadas de crediário e facilidades de pagamento para alavancar o faturamento.

O presidente do Sistema Fecomércio-DF, Francisco Maia, aponta que os empresários estão mais esperançosos neste segundo semestre e que 2018 foi um ano eleitoral, dessa forma, os consumidores evitaram gastos até a eleição. “Além disso, em 2019, com as reformas que estão sendo tramitadas no Congresso, tanto a da previdência quanto a tributária, os empresários se sentem mais otimistas em relação ao comportamento do consumidor e isso reflete na economia”, destaca o presidente. Na avaliação dele, a medida anunciada pelo governo federal sobre a liberação de saques de contas ativas e inativas do FGTS e do PIS-Pasep também deve auxiliar no faturamento. “O estudo revelou ainda que o lojista espera um ticket médio acima da intenção de compras do consumidor para este Dia dos Pais. Isso pode indicar que mais pessoas deverão comprar, mas em um valor menor”, completa.

No quesito Estratégias para o Período, 63,7% pretendem usar estratégias para alavancar suas vendas, preferencialmente por: promoção (47,63%). “Isso demonstra a necessidade do lojista de atrair o cliente de forma mais direta, rápida e mais barata”, ressalta Francisco Maia. Apenas 5,5% dos entrevistados declararam que devem realizar contratação temporária para o Dia dos Pais. O preço médio do presente foi estimado pelos lojistas em R$ 247,18.

Consumidor

Ainda de acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Fecomércio, os consumidores estão dispostos a presentear os pais neste ano. Segundo a pesquisa, 60,4% pretendem presentar e 29,6% disseram que não irão comprar nada para a data. Entre os que não vão comprar presentes, 50% revelou possuir dificuldade financeira. O levantamento ouviu 412 pessoas. Nesse Dia dos Pais, as preferências do consumidor estarão voltadas para produtos como calçados/acessórios (63%), vestuários /acessórios (59%) e cosméticos e perfumes (37%). Essas preferências indicam que o consumo é guiado por bens essenciais, de uso comum e de grande oferta.

Já o preço médio do presente pretendido pelo consumidor é de R$ 127,67. No ano anterior, o preço médio estimado foi de R$ 199,48. Foi identificado que a disposição para o gasto com o presente reduziu em 36% na comparação anual. Ainda de acordo com o levantamento, 52% dos consumidores voltariam nos estabelecimentos pelos descontos e promoções e 41% pela qualidade dos produtos. Quando analisado os fatores que influenciam no índice de rejeição – desistência pelo consumidor na compra de algum produto em determinada loja antes mesmo de sair de casa – 74% dos consumidores responderem que o preço alto é o que causa maior rejeição.

(11)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *