Início Nutrição Curtindo as festas juninas de maneira saudável

Curtindo as festas juninas de maneira saudável

8
0

Talyta Machado – Nutricionista CRN/1 15591

Academia Bodytech – Setor Sudoeste Quadra 301/302, Lote 3

61 99449-5532 Instagram/Facebook: @talytamac

Estamos nesta época tão agradável do ano quando junto com a frente fria vêm as belas fogueiras para nos aquecer e música para nos animar. Canjica, quentão, paçoca, pamonha, bolo de milho, pastel, curau, maçã do amor, pipoca, arroz doce, pé de moleque, churros, cachorro quente, mini pizza, chocolate quente. Estas são algumas das deliciosas opções que aparecem nas barraquinhas das maiores festas juninas de Brasília. Algumas nem são “comidas típicas”, mas estão lá para agradar a todos. O que fazer diante de tanta opção? Se você é aquela pessoa que come tudo, coisas que nem gosta tanto assim, volta pra casa empanturrado, quero dar algumas dicas pra você. Além de economizar seu dinheiro, também vai fazer bem ao seu corpo.

Primeira coisa: não se culpe nem se prive. Aproveite a festa. Selecione o que você vai comer. Você gosta de maçã do amor? Vá e coma uma. Você precisa comer cachorro-quente, mini pizza, comidas que estão disponíveis pra gente o ano todo? Que tal comer antes de ir para a festa e, chegando lá, comer apenas aquilo que você realmente deseja? Ir para uma festa junina de barriga vazia é uma péssima ideia. As comidas disponíveis, na sua maioria, são de digestão rápida, e você vai comer, sentir fome e comer de novo, até não aguentar mais.

Na hora de comprar as famosas “fichinhas”, algo também comum nas festas, cuidado: algumas vezes, após comprar, caso não gaste, você não pode devolver. Você acaba sendo induzido a comprar mais comida, às vezes nem está mais com fome, para gastar o dinheiro. Acredite, eu sei o que é isto. Então aqui um roteiro para curtir suas festas com alegria, prazer, sem culpa e também sem meter o pé na jaca: coma antes, caso você realmente queira fazer uma refeição na festa, coma um caldo, ou pamonha com um churrasquinho antes de partir para as guloseimas. Ao chegar, ande, olhe as opções, veja o preço, escolha o que você realmente quer comer e vale a pena, compre apenas a quantidade de fichinhas do que você vai gastar, sem essa de “vou comprar a mais caso precise”, você já olhou tudo! Não precisa. Coma com prazer, sem pressa, curta a festa, as outras atrações disponíveis, música, dança, quadrilha, jogos, fogueira, aproveite este momento. Lembre-se que o problema não é comer algo, ou deixar de comer algo, e sim o exagero. Alimentação saudável também é comer uns quitutes, de vez em quando.

(8)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *