Início Cultura Ativa Grupo brasileiro de choro, com brasiliense Dudu Maia, é indicado ao Grammy 2018
Grupo brasileiro de choro, com brasiliense Dudu Maia, é indicado ao Grammy 2018

Grupo brasileiro de choro, com brasiliense Dudu Maia, é indicado ao Grammy 2018

0
0


Mais conhecido no Exterior do que no Brasil, Trio Brasileiro concorre na categoria de Melhor Álbum de World Music – disco foi eleito um dos 20 melhores pela Downbeat Magazine, uma das mais influentes publicações de jazz do mundo

 No dia 28/01, o Trio Brasileiro estará no Madison Square Garden, em Nova Iorque, para a 60ª edição do GRAMMY AWARD, ao qual concorre à categoria de Melhor Álbum de Wordl Music. A indicação é pelo disco Rosa dos Ventos, gravado em parceria com a clarinetista israelense Anat Cohen. O grupo está entre os únicos três brasileiros indicados ao prêmio nesta edição

e é formado por dois músicos paulistas e um brasiliense.  Juntos, atuam com destaque no cenário internacional em Festivais, salas de concertos e clubes de jazz nos Estados Unidos, Europa e América Latina. Há oito anos ministram workshop de Choro em Port Townsend, em Washington, nos Estados Unidos.

O álbum que concorre ao GRAMMY foi eleito um dos 20 melhores pela Downbeat Magazine – uma das mais influentes e respeitáveis publicações de jazz dos Estados Unidos- e foi gravado em cinco dias no estúdio na casa do bandolinista Dudu Maia. Em Rosa dos Ventos, o grupo presenteia o público com composições próprias, com sutis influências da música nordestina, rock, música latina, rumba e jazz.

Ouvintes mais atentos percebem nuances entre o choro tradicional e o ousadamente moderno presentes nas doze faixas do álbum. “Cada um de nós tem uma trajetória dentro da música e influências próprias. O disco tem três ou quatro composições de cada. Trocamos as partituras das mais difíceis para a gente estudar com antecedência. Os arranjos foram feitos em conjunto. Para o Rosa dos Ventos, ficamos uma semana de imersão no estúdio do Dudu Maia e a cada dia aprendíamos duas ou três músicas e gravávamos em seguida”, explica o violonista Douglas Lora.

Livro juvenil fala sobre amor próprio

Em Conto de fadas às avessas, Jariane Ribeiro narra uma deliciosa história de descoberta de uma garota esperançosa que aprende a importante lição de amar mais a si mesma, ao mesmo tempo em que tem um garoto misterioso surgindo em sua vida.

Karolayne sempre desejou viver o seu próprio conto de fadas. Ser uma princesa, encontrar o príncipe encantado e viver feliz para sempre, mas ela não é uma princesa, muito menos a filha perdida de um rei de algum país distante.

Ela é babá, não tem dinheiro para nada e vive pedindo carona para a melhor amiga quando vai para a faculdade. Ela até achava que tinha um príncipe, um menino doce, romântico e educado chamado Henrique, mas quando Karolayne o pegou com outra, o encanto se foi.

Porém, quando ela menos espera, tudo pode mudar drasticamente. Um baile surge e um garoto mascarado fará parte da vida de Karolayne a partir de agora. Entre uma dança, frases apaixonadas e um beijo roubado, o rapaz misterioso irá desestruturar o coração da jovem que estava determinada a deixar tudo relacionado ao amor para trás. E agora, como construir um novo final para sua história?

Com uma história doce e apaixonante, Conto de fadas às avessas faz muito mais do que apenas contar uma história de amor entre um casal.  A obra também traz uma mensagem importante aos leitores: não se deve mudar para agradar as pessoas ao seu redor, ou tentar ser diferente por ter sido magoado ou criticado por ser quem você é. O livro mostra que devemos ser fiéis a quem somos, independente do que o mundo mostre como certo, em meio às mudanças da saída da adolescência para o mundo adulto.

Ficha Técnica
Autor: 
Jariane Ribeiro
Título: 
Conto de fadas às avessas
Editora: Rico Editora
Páginas:
 184
Preço
: R$ 35,00

Francisco Goya – Loucuras Anunciadas

 

Data: 10/01/2018 a 04/03/2018
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h:
Local: Galerias Piccola I e II
Entrada: Proibida a entrada na galeria portando bolsa, mochila, guarda-chuvas, comida ou bebida. Utilize o guarda-volumes.
Valor do Ingresso: Entrada franca

A exposição reúne gravuras do período mais obscuro e complexo da produção de Francisco Goya. Loucuras Anunciadas traz a coleção, também chamada de Disparates, com as últimas obras gráficas que o pintor espanhol produziu em sua carreira. Uma edição póstuma, adquirida pela Academia de Belas Artes de Madri em 1864, que provoca curiosidade e inquietação retratando temas como a violência, a opressão e o deboche às instituições absolutistas da época.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COLUNAS EM DESTAQUE