Início DF Hospital Santa Marta sai na frente em Neurocirurgia
Hospital Santa Marta sai na frente em Neurocirurgia

Hospital Santa Marta sai na frente em Neurocirurgia

314
0

Neurocirurgiões do Hospital Santa Marta: Dr. Fábio Teixeira, Dr. Ronaldo Tonaco e Dr. William Quirino ao lado do microscópio Pentero 900

Como investimento em seu parque tecnológico, o Hospital Santa Marta adquiriu o microscópio Pentero 900, da marca alemã Carl-Zeiss. O equipamento de alta tecnologia é utilizado em cirurgias neurológicas e eleva o padrão de excelência da Instituição no segmento. O Hospital é o único do DF a possuir esse equipamento, que é o modelo mais novo da linha Pentero.

O equipamento está sendo usado em cirurgias, principalmente vascular, de aneurisma, má formação artério venosas, cirurgias de tumores e de coluna. Um dos diferenciais desse último modelo é a profundidade de foco.

O microscópio possui três funções muito importantes. Primeiro, ele faz a angiografia intraoperatória, que é o método de realização de um exame radiográfico dos vasos sanguíneos, com a injeção de contraste na veia durante a cirurgia. Isso é indispensável em casos de aneurisma, por exemplo. Sem o microscópio era necessário ir com o paciente para o setor de hemodinâmica, injetar contraste, fazer a angiografia e voltar para o centro cirúrgico, se fosse o caso.

“A aquisição do Microscópio Zeiss Pentero 900 pelo Hospital Santa Marta significa um salto de segurança, rapidez e inovação da técnica cirúrgica para os pacientes que necessitam da Neurocirurgia, ou seja, cirurgias mais rápidas e pacientes com menores riscos de sequelas”, comenta o neurocirurgião com experiência em aneurisma, Dr. Ronaldo Tonaco.

O segundo diferencial do microscópio é auxiliar na extração de tumores, pois possui um filtro que ajuda a visualizar o corante, chamado fluoresceína, que destaca o tumor e o diferencia do tecido saudável.

A terceira função, exclusiva deste modelo mais novo, é integrar a neuronavegação, outro recurso que ajuda a localizar a lesão durante a Neurocirurgia. “Antes tinha que tirar a visão do cérebro e olhar para o monitor, agora é possível ver a neuronavegação na ótica do microscópio, sem tirar a visão de onde está trabalhando”, explica o neurocirurgião vascular, Dr. Fábio Teixeira Giovanetti Pontes.

“As cirurgias se tornam melhores, mais rápidas e mais seguras. A inovação do microscópio será prestar uma assistência melhor ao paciente, evitando complicações nas cirurgias, promovendo uma recuperação pós-cirúrgica mais rápida. O Hospital Santa Marta é referência em alta complexidade e a Neurocirurgia é a mais alta complexidade que existe. O paciente receberá um atendimento de ponta”, conclui o Dr. Fábio.

(314)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *