Início DF Rural Internet de alta velocidade da Emater-DF na zona rural beneficia escolas, postos de saúde e da PM
Internet de alta velocidade da Emater-DF na zona rural beneficia escolas, postos de saúde e da PM

Internet de alta velocidade da Emater-DF na zona rural beneficia escolas, postos de saúde e da PM

15
0

A Emater-DF instalou equipamentos para conexão de internet de alta velocidade em seis escritórios da empresa na zona rural, que beneficiarão também outros serviços públicos, como escolas, postos de saúde, unidades da Secretaria de Agricultura e postos policiais. Os equipamentos foram instalados nos escritórios de Alexandre de Gusmão, Pipiripau, Rio Preto, Tabatinga, PAD-DF e Jardim.

Segundo o chefe da Gerência de Tecnologia da Informação (Getin), Fabrício Braga, os equipamentos, que foram adquiridos por meio de emenda parlamentar e custaram R$ 618 mil, trabalham em frequência licenciada e exclusiva, garantem 99,9% de disponibilidade de internet em condições normais, são menos suscetíveis a interferências [climáticas e de outros equipamentos], além de alta capacidade transmissão de dados, de 350 Mb.

Agora é possível que os funcionários lotados nesses escritórios tenham suporte remoto da Getin, o que gera economia de tempo e combustível – o escritório do Jardim, por exemplo, está a 90 km da sede da Emater. Além disso, as ligações telefônicas podem ser feitas por Voip (Voice over Internet Protocol), reduzindo custos O servidor da rede também pode armazenar dados, o que traz mais segurança e comodidade aos usuários.

Segundo Braga, o projeto foi pensado visando a melhoria dos serviços públicos e na inclusão digital rural, pois a segunda fase do projeto é disponibilizar internet gratuita num raio de 200 metros da unidade. Para ter acesso à rede, a escola, posto de saúde ou policial deve entrar em contato com a Emater-DF, para receber orientações de como proceder para providenciar conexão do local até a unidade da Emater-DF. “Todo o trabalho de compartilhamento da conexão desta rede deverá também ser acordado com a Sutic [Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação], que faz a gestão da GDFNet, para que tenhamos segurança e capacidade de atendimento”, afirmou.

Para o extensionista Bruno Araújo, do escritório local de Tabatinga, a internet melhorou consideravelmente depois da instalação dos equipamentos, na última sexta-feira. “Está muito melhor. Conseguimos fazer as prestações de contas, encaminhar arquivos e utilizar o telefone Voip sem ruídos e intermitências”, diz.

Texto e foto: Ascom Emater-DF

Audiência Pública debate reforma tributária no setor cooperativista

Foi realizada, no dia 12/06, na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Audiência Pública para debater a reforma tributária no DF, com foco na carga tributária e competitividade para o setor do cooperativismo. O evento teve o apoio da Organização das Cooperativas do DF (OCDF) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP).

Participaram do debate o vice-presidente da CLDF, o Deputado Rodrigo Delmasso; o deputado Roosevelt Vilela; o secretário de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do DF, Dilson Resende; o presidente da Organização das Cooperativas do Distrito Federal, Remy Gorga Neto; o presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal, José Guilherme Brenner; o presidente da Câmara de Tributaristas e Finanças da Fecomércio, Charles Dickens e os representantes da Secretaria do Trabalho, Messias de Souza, e da Secretaria de Fazenda, Adalberto Imbrosi.

O deputado Delmasso, que realizou a audiência pública, ressaltou a importância do debate com o setor. “As cooperativas precisam de um tratamento tributário diferenciado, porque é um setor que gera emprego e renda. O cooperativismo é a solução imediata no combate ao desemprego no país”, afirmou.

Segundo o secretário de Estado de Agricultura do DF, Dílson Resende, a questão tributária é muito importante porque pode ser a diferença entre a competitividade ou não do setor produtivo, perante outros estados. Ele ressaltou a importância de o deputado Delmasso conduzir esse debate em todos os setores, para levantar as demandas e consolidar uma proposta, para que o governo possa transformar isso em um Projeto de Lei.

“Foi um evento muito importante. O objetivo é consolidar as demandas e as necessidades do setor cooperativo, para que isso se transforme em um Projeto de Lei para que o setor produtivo seja mais competitivo em todas as áreas.

Essa Reforma Tributária tem muito a contribuir com o crescimento da nossa cidade, com a geração de emprego e renda, porque no final quem gera emprego e renda é o setor produtivo”, afirmou o secretário de Agricultura, Dilson Resende.

Dados da Codeplan mostram que atualmente são mais de 337 mil pessoas desempregadas. O Distrito Federal é a unidade da federação com o maior índice de desemprego do país. A proposta da Reforma Tributária visa baixar os impostos para os empresários, gerar mais emprego e valorizar a economia.

As próximas audiências serão com os setores atacadista, de serviços, de indústria, automotivo, shopping center e de tecnologia da informação. No dia 04 de dezembro, Delmasso realizará uma sessão solene para entregar a proposta da reforma tributária ao governador do DF, Ibaneis Rocha.

Texto: Ascom Seagri-DF

Fotos: Divulgação

 

 

(15)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *