Início DF Junho: Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade
Junho: Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade

Junho: Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade

19
0

Infertilidade atinge cerca de 8 milhões de brasileiros. A responsabilidade pela infertilidade é dividida por homens e mulheres na mesma proporção

Jean Pierre Barguil Brasileiro e Vinicius Medina Lopes, diretores do Instituto Verhum

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 8 milhões de brasileiros sofrem de infertilidade. Em Junho, comemora-se o Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade e os especialistas da área são unânimes: a investigação da infertilidade deve ser realizada sempre no homem e na mulher.  “É preciso avaliar as condições reprodutivas de cada parceiro – do homem e da mulher – para fazer um diagnóstico preciso das causas da infertilidade e indicar o tratamento mais adequado”, segundo os médicos Jean Pierre Barguil Brasileiro e Vinicius Medina Lopes, diretores do Instituto Verhum, centro de referência em medicina reprodutiva com sede no Lago Sul, em Brasília. É cada dia mais comum a busca de ajuda médica especializada por casais que estão tentando ter filhos e, com os avanços da medicina, as diversas técnicas de reprodução assistida, como a Fertilização in Vitro e a Inseminação Artificial, têm sido usadas com altas taxas de sucesso para ajudar aos que não conseguem engravidar espontaneamente.

Cerca de 30% dos casos de infertilidade de um casal são atribuídos à mulher, 30 % aos homens e em 20% dos casos o problema está presente em ambos os parceiros. Os 20% restantes representam a chamada infertilidade sem causa aparente, que requer uma investigação maior do casal infértil por parte do especialista. A infertilidade conjugal é caracterizada pela ausência de gravidez em um casal com vida sexual ativa e relações sexuais regulares sem uso de medidas anticonceptivas por um período de um ou mais anos.

Idade avançada da mulher, tabagismo, obesidade, distúrbios hormonais, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, estresse, DST’s, endometriose, varicocele e muitos outros fatores podem ser responsáveis pela infertilidade conjugal, que atinge 15% dos casais brasileiros em idade reprodutiva..

Prevenção

“Praticar atividade física regularmente, ter uma vida sexual saudável com uma frequência de três relações por semana, evitar o uso de certos lubrificantes vaginais (algumas substâncias podem prejudicar a motilidade dos espermatozoides), saber o período fértil da mulher, evitar bebidas alcoólicas em excesso e não fumar são algumas das recomendações para otimizar a fertilidade e aumentar as chances de uma gravidez natural,” declara o médico Vinicius Medina Lopes.

O especialista também chama a atenção para o sobrepeso e a obesidade: “A obesidade pode causar alterações hormonais que prejudicam a ovulação e a produção de espermatozoides, além disso pode ser um fator de risco para o abortamento e para o parto pré-maturo e outras complicações durante uma gravidez”. Na mulher, a magreza excessiva também pode comprometer a fertilidade, pois afeta a produção de estrogênio. “Manter-se no peso adequado é o ideal para a saúde reprodutiva”, lembra.

Praticar o sexo seguro também é fundamental na prevenção de infertilidade. “As Doenças Sexualmente Transmissíveis podem comprometer o aparelho reprodutor e afetar a fertilidade do homem e da mulher”, esclarece Jean Pierre Barguil Brasileiro.

Instituto Verhum: Referência nacional na área de Reprodução Assistida, o Instituto é dirigido pelos médicos Jean Pierre Barguil Brasileiro e Vinicius Medina Lopes. Para garantir atendimento integral aos casais inférteis, o serviço conta com uma equipe médica altamente qualificada nas especialidades de reprodução assistida, andrologia, ginecologia geral e obstetrícia, genética, ginecologia oncológica,  psicologia, ultrassonografia e endoscopia ginecológica. Desde sua fundação, há 11 anos, o Instituto já tem registrado centenas de bebês nascidos através de procedimentos de reprodução assistida, como a inseminação e a fertilização in vitro.

Com sede localizada no Lago Sul, em Brasília, o Instituto Verhum  tem unidades de atendimento também na Asa Norte e Asa Sul e aposta no atendimento humanizado através de um ambiente acolhedor e uma equipe multidisciplinar atenta a todos os detalhes, para transmitir confiança, segurança e discrição. O serviço investe no que existe de mais atual e seguro nos tratamentos de reprodução humana, com equipamentos de última geração, aliando os conceitos de modernidade e inovação.

(19)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *