Início Destaques Líquido & Cia Clara resgata praça para a comunidade
Líquido & Cia Clara resgata praça para a comunidade

Líquido & Cia Clara resgata praça para a comunidade

0
0

O empresário William Véras, o secretário de Governo do GDF – José Humberto Pires de Araújo, e o administrador de Taguatinga –  Renato Andrade, plantaram as 10 mudas de Ipês na praça adotada

Em mais uma ação de revitalização e manutenção da praça da EQNL 10/12, em Taguatinga Norte, a Líquido & Cia Clara promoveu neste mês de outubro o plantio de dez mudas de ipê. A medida é uma repetição da ação realizada em outubro do ano passado, quando foram plantadas outras dez mudas de ipê rosa em alusão ao “Outubro Rosa”. A praça é adotada pela empresa desde 2001 em atendimento ao Decreto 39.690, que regulamenta a lei nº 448, de 19 de maio de 1993, que dispõe sobre a adoção de praças, jardins públicos e balões rodoviários, por entidades e empresas.

Segundo o empresário William Véras, o espaço era abandonado, e havia se tornado uma área para despejo de entulho e lixo. “Depois que fizemos a retirada de todo o entulho e sujeira, promovemos a recuperação do espaço com a participação de outros empresários da região, cada um contribuindo com que podia. A Líquido & Cia Clara assumiu a frente do projeto e sustenta a manutenção”, explicou.

De acordo com o empresário, essa é uma segunda fase de zelo pela praça, já que ocorreu uma interrupção durante certo período da administração pública que não demonstrou interesse pela parceria, adotando, inclusive ações que prejudicaram a manutenção do espaço público.

O empresário explica que o maior trabalho foi no início, quando ocorreu a recuperação do espaço totalmente depredado. Atualmente, ele gasta em torno de R$ 300 reais por mês, durante o período de seca na região, pagando uma pessoa que rega as plantas e mudas da praça.

“Com a praça resgatada para os moradores e fisicamente recuperada, nosso trabalho é praticamente de vigilância, acionando os órgãos públicos pertinentes para sanar problemas pontuais como capina, troca de lâmpadas, consertos no calçamento etc. Nosso interesse maior é pela humanização do espaço para que todos da vizinhança possam utilizar a praça como área de lazer e convivência”, disse William Véras.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *