Início Brasil “A desgraça de quem não gosta de política é ser governado por quem gosta”, diz Lula a estudantes
“A desgraça de quem não gosta de política é ser governado por quem gosta”, diz Lula a estudantes

“A desgraça de quem não gosta de política é ser governado por quem gosta”, diz Lula a estudantes

22
0

Durante um encontro com estudantes da Universidade Federal de São Carlos (UFScar), no campus Lagoa do Sino, na cidade de Buri (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva arrancou aplausos da plateia ao dizer que “A desgraça de quem não gosta de política é ser governado por quem gosta”. Foi a primeira aparição pública do ex-presidente após o 2º turno das eleições. “O dado concreto é que nós temos que aprender que cada vez mais, ao invés de a gente negar a política, a gente tem que fazer a política”, disse.

Lula resgatou a história da unidade lembrando que ela só foi possível após doação do terreno pelo escritor Raduan Nassar, vencedor do Prêmio Camões de Literatura e autor do clássico ‘Um Copo de Cólera’. “Todo mundo sabe que não é normal no Brasil um cidadão fazer uma doação pra uma universidade pública pensando no desenvolvimento de uma região. Fazer cursos para atender a demanda dessa região. esse companheiro teve a dignidade de doar 643 hectares de uma fazenda altamente produtiva para que vocês estudassem aqui”. Lula inaugurou o novo Laboratório de Agricultura Familiar, do Centro de Ciências da Terra da universidade. O campus Lagoa do Sino tem 500 alunos e abriga cinco cursos de engenharia, com especial vocação e direcionamento para as áreas de segurança alimentar e agricultura familiar.

O ex-presidente falou ainda que o Brasil vive um momento importante para fazer um debate político no Brasil. “Porque teve um tempo em que tentaram calar a universidade brasileira, prenderam muita gente, mataram estudante, durante muitos e muitos anos tentaram calar a sociedade para que não houvesse debate público. São esse mesmos que não aceitam as prefeituras progressistas governem no País, nunca aceitaram a conquista de direitos, pra essa gente, empregada doméstica ter direito é uma ofensa. Empregada doméstica era tratada como escrava. Essa gente não tá habituada a ver uma pessoa de baixo subir um degrau na escala social”. ex-presidente é interrompido, então, por gritos de ordem dos estudantes como “Lula guerreiro do povo brasileiro”.

Lula continuou seu discurso defendendo que o Estado deve garantir ensino universitário pra quem não pode pagar, e mais uma vez é ovacionado pelos estudantes.

IstoÉ

(22)

Publicidade

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *