Início DesCONSTRUINDO com Elaine Carneiro Por que os preços de imóveis variam?
Por que os preços de imóveis variam?

Por que os preços de imóveis variam?

7
0

Em algumas regiões, os apartamentos variam quase 1000 reais o metro quadrado

Muitas vezes nos deparamos com imóveis semelhantes em relação ao tamanho, localização e infraestrutura, mas não entendemos a razão de terem preços tão discrepantes. Em Águas Claras, por exemplo, um imóvel novo está com o metro quadrado na faixa dos R$ 6,4. Em alguns locais é possível encontrar empreendimentos a R$ 7,2m². Você adora o imóvel desse valor, mas explica para o corretor que no prédio vizinho, ainda em construção, o valor está bem mais barato, praticamente a mesma metragem, também com alguns itens de lazer.

O que você não sabe, mas precisa começar analisar daqui para frente, é que o acabamento do imóvel é fator determinante para as construtoras definirem os preços. Algumas empresas têm investido fortemente na qualidade dos produtos que vêm colocando nos prédios, isso visa a garantir ao comprador satisfação de morar num local com pouca manutenção de 20 anos em diante. Há prédios na Asa Norte, por exemplo, construídos em 2001 que não precisaram de manutenção de facha, nem do pilotis até hoje e , ainda assim, parecerem recém construídos.

Como seria esse acabamento? Quando um prédio é 100% revestido, fachada externa e pilotis o custo é muito elevado para as empresas, mas para os moradores é muito baixo, pois esses materiais garantem a durabilidade do prédio. Usualmente os acabamentos são em mármore, granito, porcelanato e pastilhas.

Um prédio de 10 andares, por exemplo, deve ter uns 33 metros de altura, imagine ele todo revestido no granito, além de ficar muito bonito, aquela taxa extra que costuma vir no valor do seu condomínio, não virá tão cedo. A marca do porcelanato e o tamanho também são muito importantes. O tamanho, porque dá a impressão de que os ambientes são bem maiores, e a qualidade e a marca em função da durabilidade, e da baixa absorção de água, tudo isso é fator determinante de preço desses produtos.

Agora indo para dentro do seu apartamento. As marcas das louças são essenciais também. As torneiras de marcas melhores são mais caras e as de marcas inferiores estragam rapidamente. As portas e maçanetas de baixa qualidade também pedem manutenção frequente, além das esquadrias que prezamos pelo não enferrujamento.

Para baratear o custo das obras, muitas empresas colocam porcelanato polido em todas as áreas do seu apartamento, inclusive as áreas molhadas, mas isso pode representar um risco grande para os moradores. Quando molhado, o porcelanato fica extremamente escorregadio. Em áreas molhadas, por questões de segurança, admite-se apenas o natural, que é apropriado para áreas como cozinha, área de serviço e banheiros.

Além disso, as empresas têm investido muito em alta tecnologia como sitema all conect, pontos de aspirador dentro do imóvel, tomadas USB, triturador, preparação para ar condicionado, sistemas de energia fotovoltaica, tratamentos lumínico e térmico, lâmpadas em LED com sensores nos halls, gerador para áreas comuns, garagens com pisos em epóxi, câmeras em toda área comum, lajes de 20cm (que impede o “toc toc” em cima de sua cabeça), sistema de placas de granito insertado (ameniza o calor mesmo em apartamentos poentes), dentre outros.

Por isso, quando você for comprar o seu imóvel, esteja atento aos detalhes, eles podem representar dor de cabeça futura. Perceba se o acabamento está condizente com o preço do metro quadrado e pergunte ao corretor quais os produtos utilizados no acabamento e, se possível, as marcas deles. Dessa maneira você entenderá o zelo da construtora e saberá o nível de preocupação que você terá com a manutenção do prédio e do apartamento.

Muitas vezes vale a pena pagar um pouco mais caro, pois, dependendo da manutenção, o valor que você pagaria a mais lá atrás, pode até duplicar.

(7)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *