Início DF Presidente da Câmara Legislativa quer agenda produtiva
Presidente da Câmara Legislativa quer agenda produtiva

Presidente da Câmara Legislativa quer agenda produtiva

12
0

Rafael Prudente falou nesta quinta (15) aos membros do LIDE BRASÍLIA

O presidente da Câmara Legislativa, deputado distrital Rafael Prudente, defendeu uma ação conjunta entre empresariado e os poderes Legislativo e Executivo, para que o Distrito Federal volte a crescer e a gerar emprego e renda. Ele falou sobre “Poder Legislativo e Desenvolvimento: compromisso, parceria e sinergia para o Distrito Federal”, em palestra para os membros do LIDE BRASÍLIA, realizada nesta quinta-feira (15), no Kubitschek Plaza Hotel.

Antes da apresentação, o presidente do LIDE BRASÍLIA, Paulo Octavio, lembrou que o clima no País é de otimismo. “Ano passado vimos a reforma trabalhista; este ano, a previdenciária; e Deus queira que, no próximo ano, tenhamos a tributária. Precisamos apoiar nossos deputados, que nos ajudam a mudar o Brasil”, disse. “O Brasil passa por um momento em que a importância do Congresso e das Câmaras locais é vital para o desenvolvimento. Nada se constrói neste País sem apoio e discussão democrática envolvendo partidos e políticos”, concluiu, antes de destacar a biografia do deputado distrital, o mais jovem presidente da Câmara Legislativa de todos os tempos.

Rafael Prudente abriu a palestra destacando o trabalho da casa ao longo dos primeiros meses do ano, e as inovações que estão chegando em breve, como a implantação do painel eletrônico de votações, o fim do uso de papel a partir de novembro e o programa de integridade, que visa dar mais transparência, ética e honestidade ao parlamento local. Para ele, é fundamental que o empresariado participe mais das discussões na Câmara Legislativa. “A gente espera que o setor produtivo mostre o que é importante, como fazem categorias profissionais. Aproveitando o novo momento da cidade e da economia nacional, eu chamo os senhores para serem mais efetivos na política do DF e do Brasil”, disse.

O deputado distrital lembrou que as pautas que estavam pendentes da legislatura anterior foram votadas no semestre passado, como a Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS), o Zoneamento Ecológico-Econômico do Distrito Federal (ZEE), o Código de Obras, a Lei de Permeabilidade, a extinção da diferencial de alíquota (Difal) sobre o ICMS e a transferência da Junta Comercial para o âmbito do Governo do Distrito Federal (GDF). Também destacou o fim da pecúnia, que gerava três meses extras de férias a cada cinco anos aos servidores locais.

O deputado apontou que há missões a cumprir no campo econômico, como o debate das privatizações de estatais do DF, com o devido cuidado pela situação atual do mercado – pouca disponibilidade de capital e forte insegurança jurídica. “Nosso PIB tem 94% no setor de serviços; a indústria e construção civil respondem por apenas 5,7% e a agricultura, 0,3%. Aqui está um desafio para o futuro: como diversificar nossa matriz econômica, como depender menos de produtos feitos em outras unidades da federação, e que drenam nossos recursos para fora do DF, e como promover uma melhor e maior base industrial”, destacou, afirmando que estes e outros pontos e planos futuros precisam entrar na pauta de hoje. “O debate está em curso e o desafio foi lançado. Precisamos saber os benefícios destes processos de privatização, e saber a forma como vão ser feitas”, completa.

Votações importantes como o Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT), o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCub) e a nova legislação do Pró-DF, na avaliação de Prudente, serão outras pautas fundamentais para estabilizar a legislação da cidade. “Podem ter certeza que os senhores terão segurança jurídica para trabalhar. O Governo tem essa preocupação e a Câmara Legislativa será a grande fiadora neste processo. É a hora do desenvolvimento e do investimento”, avaliou. “O DF precisa ser um celeiro de boas práticas. Vamos prosseguir com a iniciativa privada trabalhando com o Poder Legislativo, em parceria com Executivo e Judiciário, pela nossa capital, para virar essa página do desemprego, com 330 mil sem vaga no mercado”, finalizou.

Além de vários empresários e dirigentes de entidades representativas do setor produtivo, diversos políticos do DF estiveram presentes na palestra, como os secretários José Humberto Pires de Araújo (Governo), André Clemente (Fazenda), Adão Cândido (Cultura) e Vanessa Mendonça (Turismo), os deputados federais Júlio César (PRB) e Celina Leão (PP) e os distritais Iolando (PSC), Robério Negreiros (PSD) e Reginaldo Sardinha (Avante).

Criação do LIDE MULHER BRASÍLIA
Antes da palestra do presidente da Câmara Legislativa, foi criado oficialmente o LIDE MULHER BRASÍLIA, presidido pela advogada Lívia de Moura Faria. A solenidade contou com a presença de Nadir Moreno, presidente do LIDE MULHER nacional, e de Célia Pompeia, vice-presidente do Grupo Dória, que vieram de São Paulo para a criação da unidade.

“É uma honra estar aqui, neste dia, na abertura do LIDE MULHER BRASÍLIA. As mulheres de hoje acabam se adequando a funções que, antigamente, nem pensavam em praticar. A mulher pode, tendo as oportunidades, ocupar vários cargos, trabalhando junto com os homens “, disse Célia Pompeia. Já a presidente nacional do LIDE MULHER, Nadir Moreno, que também é presidente da UPS no Brasil, cumprimentou Paulo Octavio, pelo trabalho no LIDE BRASÍLIA, e destacou a missão da unidade que dirige.

“A unidade vai acelerar o desenvolvimento das mulheres em alto cargo de liderança, além de fomentar mais o relacionamento, o engajamento e a união dentro de nosso universo”, afirmou. Depois de destacar suas antecessoras na direção do LIDE MULHER, ela apresentou o comitê feminino. “Este grupo é para construirmos mais, com diversidade, em prol de um Brasil maior”, concluiu.

Após a oficialização da criação do LIDE MULHER BRASÍLIA, a presidente local, Livia de Moura Faria, agradeceu a Paulo Octavio o convite para presidir a unidade. “É uma honra estar aqui, na presença de grandes empresários, lideranças masculinas e femininas, e prometo cumprir as missões do LIDE, no sentido de unir as mulheres de Brasília”, disse, acrescentando que acredita no potencial econômico da capital e nas lideranças femininas da cidade. “A nossa união será importante para proporcionar ao Distrito Federal a nossa projeção empresarial”, concluiu

SOBRE O LIDE
Fundado em junho de 2003, o LIDE – Grupo de Líderes Empresariais é uma organização de caráter privado, que reúne empresários em nove países e quatro continentes. Atualmente tem 1.300 empresas filiadas (com as unidades nacionais e internacionais), que representam 53% do PIB privado brasileiro. O objetivo do Grupo é difundir e fortalecer os princípios éticos de governança corporativa no Brasil e no exterior, promover e incentivar as relações empresariais e sensibilizar o apoio privado para educação, sustentabilidade e programas comunitários. Para isso, são realizados inúmeros eventos ao longo do ano, promovendo a integração entre empresas, organizações, entidades privadas e representantes do poder público, por meio de debates, seminários e fóruns de negócios.

(12)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *