Início Piadas Sócrates

Sócrates

21
0

Na Grécia Antiga, um homem veio correndo até Sócrates com uma fofoca que ele ouvira sobre Diógenes.
– Antes de me contar – interrompeu Sócrates –, tem certeza de que o que você está prestes a me dizer é verdade?
– Não – admitiu o homem.
– O que vai me contar sobre Diógenes é algo bom?
– Não, mas ele…
– Essa notícia irá me beneficiar?
– Não, mas Diógenes…
– Se o que você quer me contar não é verdade, não é bom, e não traz nenhum benefício, por que me contar? O homem se afastou envergonhado. E foi assim que Sócrates nunca descobriu que Diógenes tinha um caso com a mulher dele.

Corretor insistente

Recebi muitas ligações de corretores de imóveis perguntando se eu tinha interesse em vender minha casa.
Certo dia, irritado com tanta pressão, fui um pouco brusco:
– Não quero vender minha casa!
Quero ficar aqui até morrer!
– Ah – disse o corretor –, e o senhor tem ideia de quando será isso?

Firma pulso

O médico nota que o paciente está tremendo:
– Você deve beber muito!
– Não, doutor. Desde que comecei a tremer, derramo mais do que bebo.

Colher o que plantou
A moça passou em uma lanchonete depois do trabalho e comprou sanduíches para ela e seus dois filhos. Enquanto apreciavam o lanche, as sementes de gergelim foram se desprendendo do pão e se espalhando pela mesa da cozinha. Intrigado, seu filho mais novo, Antony, olhou para as sementes
e indagou:
– Mamãe, se a gente plantar todas essas sementes será que podemos ter um monte de árvores de sanduíches?

Lanchonete da hora
– Moça, esse pastel é de hoje?
– Não, é de ontem.
– E essa coxinha, é de hoje?
– Não, de ontem.
– E o quibe, é de hoje?
– Não, de ontem.
– Como faço pra comer alguma coisa de hoje?
– Volte amanhã.

Dúvida da criança paciente
Como enfermeira, uma de minhas tarefas é tirar amostra de sangue dos pacientes com cirurgia marcada e esclarecer suas dúvidas. Um dia, um garotinho de 5 anos enfrentou pacientemente o procedimento e ouviu com interesse minhas explicações sobre a cirurgia.
– Você tem alguma dúvida? – perguntei.
– Tenho – respondeu ele. – Quando é que vou ter meu sangue de volta?

Casamento separado
Meus pais se divorciaram quando eu tinha 2 anos, mas continuaram amigos. A amizade é tanta que, no dia do meu casamento, meu pai fez um brinde ao meu marido e a mim
dizendo:
– Desejo que vocês sejam tão felizes juntos quanto sua mãe e eu somos separados.

Professor X aluno
Dou aula de química e física, duas disciplinas pelas quais a maioria dos alunos tem aversão.
Um dia comentei, depois de uma das muitas badernas em classe:
– Eu ganho pouco, mas me divirto com vocês.
E um deles, para não perder a oportunidade, respondeu:
– Nós também, não aprendemos nada, mas nos divertimos muito.

Mamãe musicista

Minha mãe sempre quis tocar piano. Meu pai, então, comprou um de presente para ela. Dias depois, liguei para saber o que ela estava achando da experiência.
– Devolvi o piano. Convenci sua mãe a tocar clarineta – disse papai.
– Por quê? – perguntei.
– Porque com a clarineta ela não consegue cantar junto – explicou ele.

Odeio fazer compras
Eu estava na seção de congelados de um mercado e vi um homem fazendo compras com o filho. Quando passei perto deles, o pai olhava para a lista de compras e falava ao filho, em tom “conspiratório”:
– Se fizermos tudo errado, nunca mais precisaremos fazer isso de novo.

Cirurgia bem mal sucedida
O rapaz vai passar por uma delicada cirurgia e o médico tenta tranquilizá-lo:
– Não tenha medo, companheiro. Sou muito experiente nessa área. Olhe bem para minha longa barba e tenha confiança. Quando você voltar da anestesia, conversaremos.
Após a cirurgia, o rapaz abre os olhos e depara com uma enorme barba. Não se contendo de alegria, ele exclama:
– Obrigado, doutor! Eu sabia que podia confiar no senhor!
– Que doutor nada, homem! Eu sou São Pedro!

Golpe na seguradora
Dois velhos amigos sentados num banco de praça.
Primeiro amigo:
– Ganhei uma indenização ótima do seguro. Minha casa pegou fogo.
Segundo amigo:
– Que engraçado, acabei de ganhar uma indenização ótima também. Minha casa inundou.
(Pausa)
Primeiro amigo:
– Como você começa uma inundação?

____________________________________________________________________________________

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *