terça-feira, 16 julho, 2024
More
    InícioCOLUNASDF RuralComeçam entregas do Programa de Aquisição de Alimentos 2016

    Começam entregas do Programa de Aquisição de Alimentos 2016

    -

    São 980 agricultores familiares cadastrados para comercialização de alimentos destinados a entidades socioassistenciais

    Agricultores familiares começaram, no dia 18/07, a entrega de alimentos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA – Termo de Adesão) de 2016. Mais de 32 mil pessoas de 109 entidades socioassistenciais, que cuidam, principalmente, de idosos e crianças serão beneficiadas com alimentos frescos, produzidos no Distrito Federal.

    Ronaldo Neves de Souza, agricultor da região de Samambaia, participa do programa há três anos e diz que principalmente nesta época, em que há muita oferta de produtos no mercado por conta do clima favorável para muitas hortaliças, compensa comercializar para o programa. “A Emater sempre nos orienta sobre os programas de comercialização disponíveis e tenho a intensão em participar de outros. Recebi assistência técnica sempre que preciso e todos os técnicos do escritório da Ceilândia são ótimos e dispostos a ajudar”, conta.

    Para Delvair da Silva Sousa, de Brazlândia, a certeza do pagamento e o preço pago são os principais atrativos. “Muitas vezes o valor pago está melhor que o do mercado e isso nos incentiva a produzir cada vez mais. Tem seis anos que participo do PAA”, conta.

    Com um orçamento de mais de R$ 2 milhões para 2016, o governo adquire da agricultura familiar hortaliças convencionais, orgânicas e produtos agroindustriais, através de um edital de chamada pública. O objetivo é promover o acesso à alimentação saudável a quem se encontra em situação de insegurança alimentar e fortalecer a agricultura familiar.

    Entregas

    Os agricultores familiares farão entregas semanais em quatro unidades de recebimento: no Banco de Alimentos, na Ceasa; no Incra 7, em Brazlândia; em Planaltina e em São Sebastião.

    Centro de Capacitação da Emater-DF divulga agenda de cursos

    São diversos cursos voltados ao público rural e urbano

    O Centro de Capacitação Tecnológica e Desenvolvimento Rural da Emater-DF oferece uma série de cursos voltados aos agricultores familiares e público urbano com o objetivo de promover a segurança alimentar e nutricional e a geração de renda.

    As capacitações, gratuitas para os agricultores familiares,são realizadas em unidades locais da Emater, no Centro de Capacitação e Comercialização da Agricultura Familiar (CCC), localizado dentro da Ceasa, ou na unidade de aula prática (antigo Centrer), localizada no Instituto Federal de Brasília, em Planaltina.

    Para o público urbano, os cursos com oito horas de duração custam R$ 150 e são realizados no CCC.

    Informações: 3311-9492 / 3311-9496 / 3467-6318.

    Confira a programação para agosto:

     

    ATIVIDADE PÚBLICO DATA Unidade Local/ Nº de participantes
    1 Semana do Pimentão:

    Produção e Degustação de Produtos Fabricados com Pimentão

    *Local: Taquara

    Agricultores (as); Trabalhadores (as); mulheres, jovens e assentados da reforma agrária 04 a 06 Taquara (200)

     

    2 Curso – Gestão e Organização na Comercialização da Produção Associada em Feiras e Eventos

    *Local a definir

    Agricultores (as); Trabalhadores (as); mulheres, jovens e assentados da reforma agrária 09, 16 e 23 Brazlândia (3)

    Brasília (1)

    Planaltina (10)

    Paranoá (3)

    Tabatinga (1)

    Taquara (4)

    3 Curso – Derivados do Leite – Queijos Finos

     

    *Atividade a ser realizada no Centrer

     

    Obs. Somente para produtores que já concluíram o Módulo Básico

    Agricultores (as); Trabalhadores (as); mulheres, jovens e assentados da reforma agrária 10 e 11 Planaltina (4)

    Paranoá (7)

    S. Sebastião (4)

     

     

     

     

    4 Curso – Fabricação de Frutas Desidratadas

     

    *Atividades a ser realizada no CCC

    Público Urbano 12 Público Urbano (10)
    5 Curso – Fabricação de Produtos Diet e Light

     

     

     

    *Atividades a ser realizada no Centrer

    Agricultores (as); Trabalhadores (as); mulheres, jovens e assentados da reforma agrária 17 e 18 Sobradinho (4)

    V. Bonita (2)

    6 Curso – Fabricação de Compotas e Geleias

     

    *Atividades a ser realizada no Centrer

    Agricultores (as); Trabalhadores (as); mulheres, jovens e assentados da reforma agrária 24 e 25 Paranoá (2)

    Taquara (4)

    7 Curso – Fabricação de Produtos Diet e Light

     

    *Atividades a ser realizada no Centrer

    Público Urbano 26 Público Urbano (10)
    8 Curso – Fabricação de Vegetais Desidratados

     

     

    *Atividades a ser realizada no Centrer

    Agricultores (as); Trabalhadores (as); mulheres, jovens e assentados da reforma agrária 30 e 31 Planaltina (4)

    Gama (1)

    Técnicos Mato Grosso (4)

     

    Turismo rural é opção de lazer para o brasiliense

    DF_Rural_Turismo_2

    Durante mais de quinze anos, a chácara Isasbelas, localizada na Colônia Agrícola Rajadinha I (região administrativa de Planaltina), produziu quiabo, maxixe e outras hortaliças. Há pouco mais de dois anos, no entanto, a proprietária Lázara Brasileiro transformou o espaço em uma casa para eventos. Hoje, a chácara faz parte do Circuito Turístico Rajadinha, que teve sua temporada de visitação aberta neste domingo (3), com uma feijoada no local. Cerca de 70 pessoas compareceram ao evento.
    A rota turística foi implantada em 2014 pela Emater-DF, por meio do escritório da empresa em Planaltina. Segundo a turismóloga da Emater-DF, Zaida Regina da Silva, o turismo é uma atividade complementar para os agricultores que fazem parte do circuito. “Eles já trabalham com produção de hortaliças, flores, artesanato, e a nova atividade pode aumentar a renda deles, além de valorizar o espaço em que vivem”, explica.
    Para o secretário adjunto de Agricultura, Sebastião Marcio de Andrade, ao abraçar o projeto, a Emater-DF abre os olhos para o “novo espaço rural”. “Agregar atividades às já existentes é uma maneira de valorizar o campo. Além disso, o Circuito da Rajadinha é a primeira tentativa de implantar uma rota turística com estrutura e planejamento, o que torna esse projeto bastante promissor”, destacou. O secretário adjunto acrescentou que existem diversas áreas rurais no Distrito Federal que podem adotar programas semelhantes. “Em breve, o brasiliense vai descobrir e valorizar as áreas rurais”, observou.
    O circuito turístico é aberto a qualquer pessoa ou grupo. No local, o visitante poderá encontrar aves exóticas, artesanato, produtos orgânicos, flores e plantas ornamentais e culinária rural. As visitas são gratuitas e devem ser agendadas por telefone. Participam do circuito dez chácaras, mas a ideia é agregar outros produtores da região.
    Feira — Nos dias 17 e 18 de setembro, será realizada a Feira da Colônia, em uma das propriedades do circuito. O evento vai reunir produtores não só da Rajadinha, mas também de outras regiões. Na ocasião, haverá comercialização de uma grande diversidade de produtos rurais, além de apresentações culturais. O objetivo é promover a integração entre a população urbana e rural, além de promover o circuito turístico.

    Circuito Turístico Rajadinha
    Informações: Emater-DF – Planalitna – (61) 3388-1915

     

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    -Publicidade -spot_img

    Últimas notícias