domingo, 14 julho, 2024
More
    InícioDistrito FederalFrejat admite voltar à disputa ao Buriti, se PR aceitar suas condições

    Frejat admite voltar à disputa ao Buriti, se PR aceitar suas condições

    -

    Declaração foi dada durante ato político em frente à casa do médico, no Lago Sul. Aliados discutirão condições nesta quinta (19/7). Foto: Vinicius Santa Rosa/Metrópoles

    PORTAL METRÓPOLES

    Em evento com ares de comício – com direito a três carros de som, faixas e defensores ferrenhos – na QI 8 do Lago Sul, o ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR) revelou nesta noite que poderá voltar atrás da desistência de concorrer ao Governo do Distrito Federal (GDF). Conforme disse em discurso a cerca de 400 apoiadores, a decisão será anunciada nesta quinta-feira (19/7), após nova conversa com o presidente nacional do PR, Valdemar Costa Neto, e com outros dirigentes de partidos aliados.

    “Diante da manifestação, eu não vou tomar essa posição individualmente. Vou refletir sobre o assunto, pensar e me comunicar com os presidentes dos partidos [aliados] e do meu partido. Se não for nas condições que eu quero, não faço”, discursou. Ao anunciar sua retirada da corrida ao Palácio do Buriti, o médico alegou, nessa terça (17), sofrer pressões em troca de apoio político. Ele disse também que, se não pudesse decidir o futuro de sua campanha e eventual governo, não faria sentido ser candidato.

    “Se vocês acreditam em mim durante todo esse meu trabalho, então me darão este tempo para que eu, refletindo, possa levar amanhã [minhas condições] à discussão, para que os partidos digam como é que eu devo proceder. Se aceitarem, volto atrás.”

    Declaração de Jofran Frejat nesta tarde (18/7), ao ser ovacionado

    O discurso agradou à multidão. O produtor rural Elenivaldo Miguel da Silva, 58 anos, foi ao local prestar apoio a Frejat por acreditar que, em um eventual governo, o médico dará atenção à área agrária no DF e a quem vive da terra. Ele conta que a casa onde morava, no Setor de Chácaras do Guará, foi derrubada há um ano e meio, por isso ele vive agora em um lugar improvisado. “Quero um governador que me tire debaixo da lona e me dê dignidade para produzir minhas hortaliças”, disse.

    Para o aposentado Reginaldo Pereira da Silva, 47 anos, Frejat tem condições “de trazer esperança para o povo”. Ele revela ter sido voluntário na campanha do ex-secretário de Saúde para o GDF em 2014. “Vim por amor, acreditando que Frejat precisa assumir a administração do Distrito Federal para estampar alegria no rosto do povo”, afirmou.

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    -Publicidade -spot_img

    Últimas notícias