spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
quinta-feira, 18 abril, 2024
More
    InícioDestaquesGDF anuncia fechamento do comércio até 5 de abril

    GDF anuncia fechamento do comércio até 5 de abril

    -

    Fecomércio negocia medidas para amenizar crise na economia

    O Governo do Distrito Federal (GDF) decretou, na noite desta quinta-feira (19), o fechamento do comércio brasiliense até o dia 5 de abril. As únicas exceções serão clínicas médicas, laboratórios, farmácias, supermercados e lojas de materiais de construção e produtos para casa atacadistas e varejistas, minimercados, mercearias e afins, padarias, açougues, peixarias, postos de combustíveis, e operações de delivery. Na quarta-feira (18), o Executivo local determinou o fechamento dos shoppings da cidade, onde funcionarão apenas as clínicas de saúde, farmácias e delivery. Em todos os estabelecimentos que se mantiverem abertos, recomenda-se a distância mínima de dois metros entre todas as pessoas. As medidas previstas no decreto poderão ser reavaliadas a qualquer momento, mesmo antes do prazo estipulado.

    A Fecomércio-DF, ao tomar conhecimento das medidas restritivas, reconhece a urgência e necessidade das ações no enfrentamento do novo coronavírus. Trata-se de uma situação de calamidade na saúde pública que requer um esforço conjunto entre governo, iniciativa privada e sociedade civil. Mais do que nunca esse é o momento de cumprir todas obrigações e deveres.

    A entidade informa ainda que continuará dialogando com o Poder Público local no sentido de atenuar os impactos na vida das pessoas e das empresas. “Estamos em constante contato com o governo e com o próprio governador. Conversamos e pedimos para que os postos de gasolina, lojas de construção e estabelecimentos de saúde nos shoppings continuassem abertos e ele nos atendeu”, afirma o presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia. A entidade também negocia para que o GDF possa viabilizar, no momento adequado, medidas fiscais e creditícias que possam preservar contratos, empregos, renda e arrecadação. “Desde o primeiro momento pleiteamos a prorrogação de impostos, especialmente para o segmento mais frágil da economia, ou seja, as microempresas e as empresas de pequeno porte optantes pelo Simples Nacional”, ressalta Francisco Maia.

    Empresários também estão procurando a Federação para obter acesso a linha de crédito, no valor de R$ 1 bilhão, obtida pela Fecomércio junto ao Banco de Brasília (BRB), exclusivamente para os empresários filiados e associados de sindicatos da Federação do Comércio (Fecomercio-DF), Federação das Indústrias (Fibra) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O montante visa a ajudar a economia local em decorrência do novo coronavírus. A taxa de juros é a partir de 0,80% ao mês – valor menor do que o praticado no mercado. O prazo é de até 6 meses de carência e 36 meses para pagamento.

    Aberto

    Clínicas médicas, laboratórios, farmácias, supermercados e lojas de materiais de construção e produtos para casa atacadistas e varejistas, minimercados, mercearias e afins, padarias, açougues, peixarias, postos de combustíveis, e operações de delivery.

    Fechados

    Bares, restaurantes, distribuidoras de bebida, óticas, concessionárias de veículos, shoppings, boates, salão de beleza, entre outros.

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    -Publicidade -spot_img

    Últimas notícias