domingo, 14 julho, 2024
More
    InícioDistrito FederalVendas do comércio do DF tiveram queda de 13,45% em janeiro

    Vendas do comércio do DF tiveram queda de 13,45% em janeiro

    -

    As vendas do comércio brasiliense registraram queda de 13,45% em janeiro de 2016 na comparação com dezembro do ano passado. As vendas do setor de serviços também tiveram uma redução de 5,20%. É o que mostra a Pesquisa Conjuntural de Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal, realizada pelo Instituto Fecomércio, com apoio do Sebrae. Segundo o presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, a queda já era esperada e é sazonal, devido à comparação do mês de janeiro com o pico de vendas natalinas, em dezembro.

     

    Para Adelmir, as obrigações de início de ano já chegaram para o consumidor. O pagamento de impostos, despesas escolares e dívidas que se arrastam há algum tempo explicam a queda nas vendas em janeiro deste ano. Segundo ele, outros fatores como o cenário atual fraco do comércio e a situação econômica do País, afugentam o consumidor do mercado. “Entre os fatores que justificam o índice negativo em janeiro está o aumento da gasolina, a taxa de juros do cartão de crédito que bate recorde, o nível de endividamento das famílias que chega a 81% em Brasília, além da inflação e do desemprego que foi estimado em 257 mil pessoas, 20 mil a mais que em dezembro do ano passado”, explica Adelmir Santana.

     

    Todos os segmentos do comércio registraram queda nas vendas em janeiro de 2016, menos o de livraria e papelaria, por se tratar do mês de referência de crescimento de vendas no ramo. Impulsionado pela volta às aulas, o segmento registrou 61,67% de incremento nas vendas em janeiro.

     

    Entre o segmentos que registraram queda estão Calçados (-32,21%); Vestuário e Acessórios (-27,21%); Minimercados, Mercearias e Armazéns (-19,89%); Comércio Varejista de Bebidas (-19,70%); Cosméticos e Perfumaria (-16,71%); Óptica (-15,98%); Artigos de Armarinho, Suvenires e Bijuterias (-15,49%); Cama, Mesa e Banho (-12,97%); Suprimento de Informática (-12,76%); Joalheria (-12,59%); Padaria e Confeitaria (-10,87%); Farmácia (-7,63%); Auto Peças e Acessórios (-7,05%); Móveis (-6,10%); Material de Construção (-6,75%); e Ferragens e Ferramentas (-4,13%).

     

    No setor de serviços, o destaque em janeiro ficou para o segmento de Atividades de Condicionamento Físico (3,02%), seguido de Manutenção e Serviços para TI (2,16%) e Capacitação e Treinamento (1,14%). Os segmentos de serviços que apresentaram queda nas vendas no mês de janeiro foram: Cabeleireiros (-27,73%); Organização de Feiras, Congressos e Festas (-15,81%); Bares, Restaurantes e Lanchonetes (-5,99%); Sonorização, Fotografias e Iluminação (-3,42%); Promoção de Vendas (-0,92%) e Atividade de Contabilidade (-0,39%).

    Notícias Relacionadas

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    -Publicidade -spot_img

    Últimas notícias